fbpx

Time Grande Não Cai?

Em qualquer discussão sobre futebol, sempre rola aquele argumento: “Meu time é grande, nunca caiu”, mas será que este argumento é válido? Hoje o “Além da Grande Área” vai te mostrar os “gigantes” do futebol mundial que já foram rebaixados nas principais ligas do planeta bola, e a lista é grande, amigos, vamos lá!

ARGENTINA

RIVER PLATE

river-colon-promocion

No ano de 2011, os millionarios conheceram a B Nacional, em uma liga que para um clube cair tem que fazer um esforço enorme! O regulamento que permuta até hoje: a média de pontos que um time faz nas três últimas temporadas é o que decreta o rebaixamento. Neste ano, ainda existia o “jogo da promoção” que colocou frente a frente River Plate (antepenúltimo da Primera División) e o Belgrano de Córdoba (terceiro colocado da Primera B Nacional, a segunda divisão da Argentina), em jogos de ida e volta. O primeiro duelo foi no Gigante de Alberdi, em Córdoba, e o River perdeu por 2×0. Na volta, no Monumental de Nuñez abarrotado de gente viu o River sair na frente, perder penalidade máxima e ser rebaixado dentro do próprio reduto, que, ao fim do caótico resultado, viu o torcedor quebrar cadeiras e incendiar tribunas.

INDEPENDIENTE

claudiomorel_adrianfernandez_independiente-efe

No ano de 2013 foi a vez do Rey de Copas, maior campeão da América, ser rebaixado dentro do próprio estádio em uma derrota para o San Lorenzo por 1×0, em uma campanha pífia de seguidos anos que não conseguiu colocar os “diablos rojos” nem sequer na repescagem.

RACING

independienteracing1983

O primeiro clube argentino campeão do mundo (em 1967) foi também rebaixado em 1983, em um campeonato que o River também quase caiu, “la Academia” caiu perante um clube xará, o Racing de Córdoba, no duelo de desempate em um campeonato de recorde de jogos encerrados por violência de jogadores e torcedores.

ALEMANHA

BAYERN DE MUNIQUE

379_0_1239202605

Um dos maiores clubes do mundo também já teve o gostinho da segundona em 1955, quando o clube bávaro caiu em um campeonato até então regionalizado, devido a separação política da Alemanha, mas, no ano seguinte, retornou como campeão.

BORUSSIA DORTMUND

borussia

O clube aurinegro, dono da maior média de público do futebol mundial, já penou por um bom tempo na segunda divisão do campeonato alemão. O rebaixamento aconteceu no ano de 1972, quando o clube se via cercado de problemas financeiros dos mais sérios. E, por incrível que pareça, o Borussia Dortmund só conseguiu retornar para a elite em 1976.

ESPANHA

ATLÉTICO DE MADRI

atletico-madrid_w7xnqgbv7zvd1juuao6ioc7at

Apesar de ser um clube que bateu na trave três vezes em UEFA Champions League, é a terceira força do futebol espanhol na atualidade. Os “colchoneros” foram rebaixados na temporada de 1999/2000: as crises internas e algumas contratações duvidosas foram alguns dos principais motivos da queda para a segundona. O retorno só viria duas temporadas depois.

VALÊNCIA

plantilla8687

Time tradicional no cenário europeu, viu também o rebaixamento acontecer em meados dos anos 1980, que embora tenham começado com mais um título europeu, desta vez o da Recopa Europeia de 1979/1980, o Valência se viu obrigado a vender Kempes para o River Plate, as obras no Mestalla para a Copa do Mundo de 1982 levaram o clube a uma grave crise financeira. Na temporada 1982/1983, o Valencia escapou do rebaixamento com uma vitória sobre o Real Madrid por 1×0, na última rodada. A dívida seguiu aumentando ano após ano, o que afetou o rendimento dentro de campo e em 1985/1986, o Valência cai para a segunda divisão espanhola, retornando no ano seguinte.

INGLATERRA

MANCHESTER UNITED

manchesterunited1974_600x480

O clube mais vitorioso do futebol inglês e hoje o clube mais rico do mundo já amargou um rebaixamento na história, que aconteceu na temporada de 1973/1974, quando a equipe sofria com a saída de Bobby Charlton e Denis Law do clube e o alcoolismo de George Best. O jogo que decretou o rebaixamento foi a derrota de 1×0 para o rival Manchester City, justo com um gol marcado pelo ex-ídolo, Denis Law, que ao fazer o gol saiu imediatamente de campo às lágrimas por ter rebaixado o clube de coração. A volta para a elite do futebol inglês aconteceu na temporada seguinte.

LIVERPOOL

liverpoolsquad1954-1955

O tradicionalíssimo Liverpool, maior campeão de “orelhudas” dentre os clubes ingleses já sentiu o gosto amargo do rebaixamento em CINCO oportunidades. Sim, isso mesmo que você leu. Menos mal que os Reds não demoraram mais do que duas temporadas para garantir o retorno para a elite do futebol da terra da rainha.

ARSENAL

liverpoolsquad1954-1955

Os Gunners também já foram rebaixados , isto ocorreu nos “primórdios” do futebol, em 1913.  Sim, faz muito tempo, mas foi rebaixado. E para surpresa de muitos, a volta dos Gunners para a elite do futebol inglês é cercada de controvérsia: reza a lenda que o Arsenal só conseguiu garantir acesso à primeira divisão por conta de uma senhora “virada de mesa” do então presidente do clube, Hellis Norris.

CHELSEA

i-team_pic_1987-881

Hoje os Blues são considerados por muitos um clube grande, porém o clube que conquistou a Champions de 2011/2012 amargaram anos de ostracismo no futebol antes da chegada de Roman Abramovic e seus petrodólares, ao todo foram três rebaixamentos na história do Chelsea. O primeiro foi na temporada 1923/1924 (retornando apenas em 1929), o segundo em 1973/74 (retornando em 1982/83) e o último em 1986/87 (voltando para a elite em 1988/89).

MANCHESTER CITY

No mesmo caso do Chelsea, os citizens viveram anos de ostracismo na terra da rainha, embora conquistaram alguns títulos em tempos passados, são um dos mais ricos e vitoriosos do futebol atual, mass antes da chegada do dinheiro árabe o City já havia sido rebaixado dez vezes para a segunda divisão e em 2000 estava na terceira divisão.

ITÁLIA

JUVENTUS

Juventus campeã da Serie B de 2006/2007

Juventus campeã da Serie B de 2006/2007

A Juventus é e sempre será um dos maiores clubes da Itália, a Juve, em 2005/2006, fez campanha fantástica, com os melhores jogadores do mundo no elenco, era soberana na Itália, até que foi descoberto um esquema de manipulação no campeonato italiano, e a “Vecchia Seniora” acabou sendo rebaixada como punição, mas voltou para a elite italiana no ano seguinte.

MILAN

mauro_tassotti_milan_1983-1984

O rossonero já foi rebaixado duas vezes na sua brilhante história. Na temporada de 1979/1980, o clube foi envolvido no escândalo de manipulação de resultados conhecido como “totonero”. De volta à elite do futebol italiano na temporada seguinte, o clube não conseguia conquistar bons resultados e acabou sendo rebaixado novamente em 1981/1982, mesmo contando com a lenda Franco Baresi no seu elenco. A volta à elite só ocorreu dois anos depois.

ROMA

51-52bis

1951. Naquele ano, a equipe da capital sofreu com mudanças no comando técnico, perdeu 11 jogos seguidos por 1×0 e, com isto, o rebaixamento acabou sendo inevitável, mas a equipe romana voltou logo no ano seguinte, voltando às glórias e conquistando mais títulos!

NAPOLI

napoli-2004-2005

Um dos principais clubes da Itália, não caiu apenas para a segundona italiana, mas para a terceirona também. O clube napolitano vinha sofrendo com as quedas desde de 2001. Sofrendo com as dívidas, o Napoli chegou a decretar falência em 2004, o clube só voltou a disputar a Serie A em 2006/2007 .

FRANÇA

OLIMPIQUE DE MARSELHA

1445581_w2

Poucas semanas depois de levantar o seu quinto título seguido do campeonato francês e a Champions League de 1992/1993, a equipe do goleiro Fabien Barthez seria rebaixada, perderia o título francês e teria o diretor de futebol, Jean-Pierre Bernes, preso acusado de suborno de jogadores adversários do Vallenciennes para facilitar a vida do Marseille, além de entregar o jogo, não deixariam os jogadores franceses cansados antes da final da Champions. E ficaria pior, porque dois anos depois, o presidente do clube, Bernard Tapie, acabaria na prisão. O Olympique retornou para a elite nacional na temporada seguinte.

PARIS SAINT-GERMAIN

42059

Em 12 de agosto de 1970, o Paris Saint-Germain foi fundado e duas semanas depois (em 27 de agosto de 1970), fora publicado no Diário Oficial. Para o projeto ir a diante, foi feita uma parceria com o Saint-Germain-en-Laye (que havia acabado de subir à segunda divisão francesa). O início já foi com título. Na temporada de estreia (1970/1971), o PSG conquista a II Liga, subindo à elite do futebol francês. Em 1972, a equipe rompia com o Saint-Germain e juntou-se ao Montreuil, se transformou no Paris FC. A equipe, com a decisão (já que foi transformada em clube amador), foi rebaixada para a terceira divisão. Após essa crise, a equipe foi tentando se recuperar. Foram alcançados bons resultados e campanhas. Em 1974, o Paris voltou à primeira divisão, para nunca mais sair.

ESCÓCIA

GLASGOW RANGERS

article-2540763-1ab76aca00000578-415_634x368

Embora o futebol escocês esteja em baixa, o Rangers é um dos clubes tradicionais do cenário europeu. Maior campeão escocês, com 54 títulos nacionais conquistados, o Glasgow Rangers teve que reiniciar a vida esportiva na quarta divisão da Escócia. O clube, que decretou falência em virtude de uma dívida que ultrapassava os 26 milhões de euros junto ao fisco britânico, teve o pedido de permanecer na primeira divisão negado. Desta forma, expulso da Scottish Premier League, teve que atuar na Divison Three (equivalente a Quarta Divisão, última do futebol profissional da Escócia). Neste ano de 2016, retornou a elite nacional.

Denis Law atuando pelo Manchester City, chorando após ter feito o gol que rebaixou o Manchester United, aonde ele era ídolo. Conforme relatado neste artigo.

Denis Law atuando pelo Manchester City, chorando após ter feito o gol que rebaixou o Manchester United, aonde ele era ídolo. Conforme relatado neste artigo.

E esta foi a terceira edição do “Além da Grande Área” aqui no blog oficial do Goleiro de Aluguel! Espero que tenham gostado e semana que vem o quadro irá abordar outro tema sobre o mundo do futebol! Até lá.