fbpx

O Fim do St. Totteringham’s Day

Você sabe o que é o St. Totteringham’s Day? Este dia é uma data qualquer do ano em que os torcedores do Arsenal comemoram quando o maior rival deles, o Tottenham Hotspur, não possui mais chances nenhuma para ultrapassar os gunners na tabela da Premier League. A primeira vez que a torcida do Arsenal criou este feriado não-oficial foi no ano de 2002 e todos os anos “comemoravam” este feito, mas nesta última temporada foi diferente.

Apesar de ter sido comemorado pela primeira vez apenas em 2002, o St. Totteringham’s Day começou em 1996. Na temporada 1994/1995, o Tottenham terminou em sétimo lugar naquela edição da Premier League, enquanto o Arsenal terminou apenas em 12º lugar dentre 22 equipes. Esta foi a última vez em que uma equipe do Tottenham havia conseguido terminar à frente do Arsenal na Premier League, a partir da temporada 1995/1996 (justamente a temporada em que Arsène Wenger assumiu o Arsenal, aonde está no comando até hoje) o Arsenal sempre terminou à frente do Tottenham no Campeonato Inglês, independentemente de qualquer condição.

Da temporada 1995/1996 até os dias de hoje, o Arsenal colecionou títulos e histórias, conquistando três Premier Leagues (sendo a de 2003/2004 o último dos títulos, de maneira invicta), seis FA Cups e outras seis Community Shields*, além de que o Arsenal chegou em uma final de Champions League em 2005/2006, mas perdeu de virada para o Barcelona**, com todo ano terminando em uma posição que ao menos garantia o Arsenal na Champions League da temporada seguinte, já o Tottenham só conseguiu ganhar uma Football League Cup e nada mais, vivendo muito na sombra do maior rival.

*Leia mais sobre um dos grandes goleiros do Arsenal durante este período clicando aqui.

**Leia mais sobre o goleiro que jogou quase toda aquela grande final clicando aqui.

Além disto, o Tottenham passou por anos terminando do meio para baixo na tabela, inclusive lutando para não cair por vezes, nas últimas temporadas, o Tottenham até chegava perto de terminar à frente do Arsenal, mas não conseguia, inclusive, na temporada passada (2015/2016) o Tottenham Hotspur estava à frente do Arsenal até a última rodada da competição, quando os gunners ultrapassaram os grandes rivais após vencerem por 4×0 o Aston Villa e o Tottenham ter perdido por 5×1 para o Newcastle; estes resultados fizeram com que o Arsenal terminasse com um ponto a mais que o Tottenham naquela Premier League, totalizando exatos vinte anos que o Arsenal sempre terminava na frente do Tottenham no Campeonato Inglês.

Entretanto, nesta temporada 2016/2017 poderia tudo ser muito diferente do que os outros anos, afinal chegávamos na trigésima-quinta rodada e o Arsenal se encontrava apenas em sexto lugar enquanto o Tottenham Hotspur estava na vice-liderança, com uma diferença de onze pontos na tabela para as duas equipes. Nesta trigésima-quinta rodada, os dois rivais iriam se enfrentar no White Hart Lane e então só irão faltar três partidas para a Premier League de 2016/2017 se encerrar, ou seja, se o Tottenham garantisse ao menos um empate contra os rivais, iriam pôr fim a um “jejum”, podemos assim dizer, e, após mais de vinte anos, finalmente terminariam uma edição da Premier League na frente do grande rival!

“It's happened again it's happened again, Tottenham Hostpur, it's happened again” – Torcedores dos gunners comemoram mais um St. Totteringham’s Day na temporada 2015/2016

“It’s happened again it’s happened again, Tottenham Hostpur, it’s happened again” – Torcedores dos gunners comemoram mais um St. Totteringham’s Day na temporada 2015/2016

O JOGO

Apita o árbitro Michael Oliver, começa o dérbi londrino no White Hart Lane, quem dá a saída é o time da casa. Logo no primeiro minuto, a equipe do Arsenal erra na saída de bola, que cai nos pés de Kane, ele avança, corta a marcação de Oxlade-Chamberlain, avança e chuta para o gol, obrigando Petr Cech a fazer uma defesa em dois tempos. Minutos depois, mais uma vez, o Tottenham chega com perigo, após escanteio com cruzamento na área, Alderweireld desvia de cabeça, ao lado do gol dos gunners.

É mais uma vez o Tottenham quem chega com perigo, Kane recebe um longo lançamento na linha de fundo, nas costas da defesa do Arsenal. Ele recebeu, tentou limpar a marcação de Koscielny e chutou prensado no zagueiro do Arsenal, mas a bola fez um perigoso desvio, que tirou o goleirão Cech da jogada, sobrou na cabeça de Dele Alli livre, sem goleiro, mas o meia não conseguiu cabecear direito e a bola foi para fora, que grande chance desperdiçada pelo Tottenham!

São 24 minutos do primeiro tempo e o Tottenham vem mais uma vez, Wanyama lança a bola para Son na linha de fundo, o meia do Tottenham mete um drible desconcertante em Oxlade-Chamberlain, invade a área e chuta… como no lance anterior, a bola desvia em Koscielny, mas sobra para Eriksen pegar de primeira e, sem goleiro, a bola toca no travessão e vai por cima do gol. É mais uma grande chance perdida pelo time de Mauricio Pochettino, que não acredita em ver mais um lance desperdiçado!

Já são 37 do segundo tempo e finalmente o Arsenal chega com perigo, Sánchez constrói a jogada pela direita e passa a bola para Özil, que corta para o meia e passa a bola para Ramsey, o galês chuta colocado, de fora da área, no cantinho de Lloris, o goleirão francês espalma a bola para escanteio. Minutos depois, o Arsenal chega mais uma vez com perigo, após um escanteio cobrado por Oxlade-Chamberlain, a zaga afasta, mas a bola sobrou com Xhaka, que passou para Alexis Sánchez finalizar com perigo, a bola passou à esquerda do gol de Lloris.

Nos acréscimos do primeiro tempo, escanteio para o Tottenham, a zaga dos gunners afasta mal e a bola sobra para Jan Vertonghen chutar da entrada da área e obrigar Cech a fazer grande defesa! Fim de primeiro tempo, o placar se encontrava fechado. Com este resultado, o Tottenham estava a quebrar uma sina que já durava 22 anos, mas ainda tínhamos mais 45 minutos para definir tudo.

Dá a saída o Arsenal, começa o segundo tempo. O Tottenham vem tentando pelo meio com Son em jogada individual, mas o sul-coreano não consegue passar pela marcação. Porém, a bola sobra para Trippier, que passa para Wanyama chutar de bate-pronto, Cech tem que fazer uma grande defesa para o gol não sair.

São dez minutos do segundo tempo, lateral para o Tottenham, Dembele cobra longo e a bola viaja até os pés de Kane na entrada da área do Arsenal, que segura a bola no meio da marcação, a bola sobra para Dele Alli que corre para a linha de fundo, ele passa para Eriksen, que limpa a marcação e chuta para grande defesa de Cech, mas, no rebote, Dele Alli chuta para o gol sem goleiro, desta vez ele não perdoa e o Tottenham abre o placar no White Hart Lane!

Dele Alli comemora o primeiro gol do Tottenham na partida

Dele Alli comemora o primeiro gol do Tottenham na partida

E vem mais uma vez o Tottenham com Dele Alli pelo meio, ele passa para Kane que conduz a bola, invade a área e parte para cima da marcação de Gabriel Paulista, o brasileiro comete pênalti sobre Kane no lance. O próprio Kane vai para a cobrança da grande penalidade, ele bate com maestria, no cantinho de Petr Cech, que mal se mexeu. Em dois minutos, o Tottenham abria o placar e ampliava a vantagem sobre os grandes rivais para acabar com o tabu!

Escanteio para o Tottenham, Davies na cobrança, a bola passa por todos, mas a sobra ainda é dos spurs, que voltam atrás com Jan Vertonghen, que chuta e obriga Cech a fazer uma grande defesa. Mais um escanteio para o Tottenham, Eriksen na cobrança, ele cruza na cabeça de Alderweireld que cabeceia forte, mas Cech evita o terceiro gol do Tottenham.

Em chances perigosas foi isto, não teve mais destaques. Fim de papo. O Tottenham vencia o Arsenal e colocava com classe um ponto final a um tabu de 21 anos, finalmente o Tottenham iria pelo menos terminar na frente do Arsenal na tabela de um Campeonato Inglês. Por pelo menos uma temporada o St. Totteringham’s Day não vai acontecer, pelo contrário, pode ser que haja alguns protestos dos torcedores do Arsenal em relação ao comando de Arsène Wenger, que vive um momento conturbado e parte da torcida quer que ele saia do cargo de técnico, o qual já detém há 21 anos, mas que não ganha títulos expressivos há seis anos e, pela primeira vez na história, não conseguirá terminar à frente do maior rival na tabela e possivelmente não irá sequer conseguir uma vaga na UEFA Champions League 2017/2018. Com a vitória, os spurs seguiram sonhando com o título, que não veio, mas ao menos puderam ter algum motivo para se gabar sobre os maiores rivais, além disto, esta vitória garantiu matematicamente vaga na Champions League da temporada que vem ao Tottenham.

Torcedores do Tottenham zombando o fato do St. Totteringham’s Day de 2017 ser cancelado e pedindo para que Arsène Wenger continue no comando do Arsenal

Torcedores do Tottenham zombando o fato do St. Totteringham’s Day de 2017 ser cancelado e pedindo para que Arsène Wenger continue no comando do Arsenal

E esta foi a oitava edição do Jogos “Inenarráveis” aqui no blog do Goleiro de Aluguel! Espero que vocês tenham gostado da abordagem deste clássico entre Tottenham e Arsenal, em que o Tottenham acabou com uma sina que vivia há muitos anos. Semana que vem, o quadro volta abordando a história de mais um lendário jogo! Até lá.

MELHORES MOMENTOS DO JOGO: