Campeões por Quatro Minutos!

“Campeão por quatro minutos”? Sim, isto está certo! É um termo utilizado pela torcida do Borussia Dortmund para zoar os maiores rivais, o Schalke 04, por conta de um famigerado episódio que aconteceu com os azuis na temporada 2000/2001. Tudo bem que os torcedores do Borussia podem não ter ficado lá muito feliz vendo o Bayern de Munique sendo campeão, mas, com certeza, é melhor para os adeptos do Borussia ver o Bayern ao Schalke campeão da Bundesliga.

O Bayern, como todos sabem, é disparadamente o maior time da Alemanha, visto a quantidade de história, triunfos, títulos e conquistas que o clube tem, com certeza é o clube com mais prestígio na Alemanha. Na temporada 2000/2001, o Bayern de Munique estava em busca da 17ª conquista do Campeonato Alemão da história do clube, além disto, o Bayern era o atual bicampeão e estava correndo atrás do tricampeonato alemão. Enquanto isto, o Schalke 04 não conquistava a Bundesliga desde 1958 (ou melhor, sequer conquista pois até o presente artigo eles nunca se sagraram campeões da Bundesliga novamente). A última vez que o Schalke conquistou a Bundesliga, o torneio sequer tinha este nome e o Campeonato Alemão era dividido em grupos e mata-mata, diferentemente de pontos corridos como hoje é.

CAMINHO DAS DUAS EQUIPES ATÉ O JOGO

Eis que chegava a última rodada da Bundesliga 2000/2001, com o Schalke estando em segundo lugar a três pontos de diferença do líder Bayern de Munique, mas o Schalke possuía o saldo de gols melhor. Ou seja, para o Schalke ser campeão era uma tarefa difícil, mas não impossível, pois os azuis precisavam vencer em casa o Unterhaching (equipe que estava lutando para não cair) e torcer para que o Bayern de Munique perdesse o jogo deles fora de casa contra o Hamburgo para reconquistar um caneco que não levantavam há mais de quarenta anos.

OS JOGOS

s04-DW-Bayern-Gelsenkirchen-jpg

A bola vai rolar na Veltins Arena e no Volksparkstadion, vamos ver quem será o novo campeão da Bundesliga, se o Bayern continuará triunfando ou o Schalke fará história mais de quarenta anos depois. Começam os jogos! Na Veltins Arena os visitantes que dão a saída, saem tocando bola e o Unterhaching já tem a primeira chance logo aos três minutos de jogo, com uma falta para na lateral direita do Schalke, um pouco próximo a linha de fundo, perfeita para jogar na área. Cizek na cobrança, é o que ele faz, joga a bola na área, a bola passa por todos e sobra no pé de Breitenreiter, que chuta para o gol! O goleiro Reck ainda tocou na bola, sem sucesso, eram três minutos de jogo e o Unterhaching já vencia o Schalke fora de casa por 1×0, dificultando ainda mais o caminho dos azuis.

A notícia do gol sai no Volksparkstadion, para alegria dos fãs do Bayern de Munique!

Enquanto isto, o jogo do Bayern de Munique contra o Hamburgo não estava lá aquelas coisas, afinal o Hamburgo não estava jogando por nada a 34ª rodada daquele Campeonato Alemão, apenas para cumprir tabela. Já o Schalke, precisando muito do resultado, veio para cima, assim como o Unterhaching precisava de gols, afinal estava lutando para não ser rebaixado, a disputa era entre eles e o Energie Cottbus, que estavam um ponto na frente do Unterhaching, ambos lutando para não ficar com a última vaga ao rebaixamento daquela temporada da Bundesliga.

O Schalke veio para cima, mas o Unterhaching não deixava por menos. Eram 27 minutos do primeiro tempo de jogo, falta para o Unterhaching na altura do meio-campo. A cobrança é rápida, um toque curto para Breitenreiter que avança e chuta de muito longe no gol, mas a bola acaba chegando em Spizak, que desvia e engana o goleiro Reck. O Unterhaching ampliava a vantagem e fazia o segundo gol em menos de 30 minutos de jogo!

Mais uma vez, surgia a notícia do gol do Unterhaching no jogo do Bayern, para mais euforia da torcida dos bávaros!

O Schalke não desistiu, seguiu firme e empatou o jogo ainda no primeiro tempo, no final da primeira etapa. Asamoah, um dos maiores ídolos e ícones da história recente do Schalke, recebeu um lançamento na linha de fundo, ele toca no meio para Ebbe Sand que não consegue pegar direito na bola, chutando mascado, mas isto acabou virando um passe para Kerckhoven na entrada da pequena área empurrar a bola para as redes. Isto foi aos 44 do segundo tempo. Logo no minuto seguinte, escanteio para o Schalke, cruzamento na área, na cabeça de Möller, que desvia para Sand, que chuta prensado, mas a bola sobra para Asamoah empurrar de letra, com classe, para o gol e empatar a partida antes do final da primeira etapa! Schalke e Unterhaching voltariam para o segundo tempo empatados, assim como Bayern e Hamburgo. Com estes resultados, o Bayern estava sendo campeão.

Voltamos para o segundo tempo. Como o empate não ajudava nem o Unterhaching a fugir do rebaixamento nem o Schalke a conquistar a taça, as duas equipes voltaram com tudo, muitas faltas duras e com as equipes buscando o gol, que só veio aos 24 do segundo tempo. Falta para a equipe do Unterhaching na lateral esquerda do Schalke, Spizak cobra na cabeça de Seifert, que empurra a bola para dentro das redes do Schalke e coloca o Unterhaching na frente no placar novamente!

Entretanto, a alegria do pessoal do Unterhaching durou muito pouco e se transformou em desespero. Quatro minutos depois, falta para o Schalke perto da grande área do Unterhaching, Böhme bate forte e rasteiro, a bola passa no meio da barreira do Unterhaching, enganando o goleiro Tremmel, que não alcança a bola, 3×3. Um minuto depois, a virada do Schalke, com o mesmo Böhme, que recebeu a bola na entrada da área e com muita calma e frieza, encobriu o goleiro para virar o jogo para o Schalke para 4×3! Com estes resultados o Unterhaching estava sendo rebaixado e, mesmo com a vitória, o Schalke ainda não era campeão visto que o Bayern empatava sem gols a partida com o Hamburgo.

20170125_lamina_escuela_de_porteros (1)

E o Schalke vira o jogo!

E o Schalke vira o jogo!

Precisando de gols, o Unterhaching veio ainda mais para cima, o que custou caro. Aos 44 do segundo tempo, o goleiro Reck repõe a bola em jogo, a zaga afasta, mas a sobra é do Schalke, a bola é passada para Asamoah, que faz grande jogada na lateral esquerda, invade a área, caminha com a bola até a linha de fundo e toca no meio para Sand ampliar o placar para 5×3 e dar uma bela folga ao Schalke 04.

Um minuto depois, finalmente algo de interessante acontecia no jogo entre Hamburgo e Bayern de Munique. Muito mais que isto, acontecia algo muito importante. A bola era lançada na área do Bayern, a zaga afasta, mas a sobra é do Hamburgo, cruzamento na área, na cabeça de Barbarez, que abria o placar a favor do Hamburgo aos 44 do segundo tempo! Agora o Schalke estava sendo o campeão na soma dos dois resultados. Acontecia uma grande reviravolta que poucas (ou quase nunca) podemos ver em campeonatos por pontos corridos!

O jogo do Schalke acaba em 5×3 e agora os azuis dependiam apenas que o Hamburgo continuasse a vencer o Bayern.

O RECONHECIMENTO DE CAMPEÕES POR QUATRO MINUTOS

Eis que acaba o jogo do Schalke e agora era na base da combinação de resultados. A torcida, direção e jogadores do Schalke estavam apreensivos com o resultado e torcendo para o jogo do Bayern acabar logo. Entretanto, erroneamente, um repórter avisou à direção do Schalke que o jogo entre o Bayern e o Hamburgo havia terminado em 1×0, parabenizando o time pela conquista. A notícia saiu no estádio todo, a torcida ficou muito feliz, invadiu o campo para comemorar o feito com os jogadores… mas o jogo lá não havia terminado!

O gol de empate do Bayern. O gol do título.

O gol de empate do Bayern. O gol do título.

Eis que surge no telão a imagem do jogo. Um lance polêmico acontecia, o zagueiro corta a bola e o goleiro do Hamburgo, Schober, pega com a mão. O juiz deu o lance como recuo e o Bayern teria uma falta indireta dentro da área para cobrar no último lance, em dois tempos. Até o goleiro Oliver Kahn vai para a área adversária. A torcida parou para ver, bola rolada, e Andersson, sem pensar, enfia o pé e empata o jogo para o Bayern e coloca os bávaros novamente com as mãos na taça! A torcida do Schalke ficou chocada com o que viu, não conseguia entender sequer o que acontecia. Quatro minutos antes o time estava sendo campeão, agora estava com as mãos abanando.

Terminou, o Bayern é campeão da Bundesliga pelo terceiro ano seguido! Enquanto o Schalke continuara na seca. A torcida do Schalke, ao assistir o que acontecia, continuou no estádio, aplaudiu o time e a bela campanha que fez, mas a taça era do Bayern! O Schalke, naquela mesma temporada, pelo menos veio a conquistar a Copa da Alemanha (DfB-Pokal), já o Bayern fez uma temporada memorável, conquistando o título nacional e a Champions League. Ainda em 2001, o Bayern conquistou o Mundial (Copa Intercontinental) em cima do Boca Juniors.

E esta foi a nona edição do Jogos “Inenarráveis” aqui no Goleiro de Aluguel! Espero que vocês tenham gostado da abordagem destes dois jogos. Semana que vem, o quadro volta abordando mais um jogo histórico, daqueles de tirar o fôlego de qualquer um! Até a próxima!

OS GOLS DOS JOGOS E AS REAÇÕES DAS TORCIDAS A CADA LANCE IMPORTANTE: