Brasil bate o México… Jogou bem. Dava pra ter sido mais. Só não foi por causa do velho e bom motivo: GUILLERMO OCHOA!

Que goleiro! Tecnicamente perfeito!

Foram 10 chutes dentro do gol. 8 defesas no jogo. 25 na copa, sendo o goleiro que mais defendeu. Seu aproveitamento é de 80,6% de eficiência na copa.

É o melhor goleiro do torneio até aqui.

Sua qualidade impressiona. Não erra nem por cima, nem por baixo. Nem em bola longa, nem em bola curta. Só tomou gols de pênalti, dentro da pequena área (geralmente em desvantagens numéricas) e um chute indefensável contra a Coréia, numa bola saindo dele. Ochoa opera milagres dignos dos melhores goleiros do mundo.

Ainda é uma incógnita pq ele não está num dos maiores clubes do mundo. Hoje é titular do Royal Standard de Liége, tradicional time da Bélgica, treinado por um dos maiores goleiros de todos os tempos, o belga Michel Preud´homme, destaque da copa de 1994. Isso talvez explique pq Memo Ochoa joga nesse time.

Pra resumir um pouco da história desse goleiraço, ele assumiu o gol do tradicional AMÉRICA DO MÉXICO, com apenas 19 anos. Com 22, era titular da seleção mexicana, quando fez uma partida incrível, contra o Brasil na Copa América de 2007, onde ele fecha o gol contra o time de Dunga e garante um 2×0, jogo no qual o resultado poderia ter sido no mínimo, 8×2 para o Brasil.

Depois disso ele é escolhido o melhor goleiro das Américas, segundo a Concacaf e Conmebol. Seu sucesso foi tanto que ele acabou se tornando capa do jogo FIFA 2008.
Inexplicavelmente, não foi titular do México em 2010, onde o titular foi baixinho Osvaldo Sanches. E isso continuou acontecendo durante os anos seguintes. Antes de assumir o gol mexicano, que aconteceu devido a uma lesão do então titular Jesus Corona, que apesar de ser razoável tecnicamente, não chega aos pés de Ochoa, o cabeludo continuava reserva, sem maiores explicações.

Outra curiosidade é que desde sua profissionalização, Ochoa é sondado a jogar em grandes da Europa, mas depois de muitas recusas, ele topou um contrato com o fraco AJACCIO da França, onde foi ídolo por 3 temporadas. Depois da copa de 2014 e sua atuação brilhante, foi contratado pelo Málaga, mesmo sendo sondado até pelo Manchester United. Dizem que é por causa da sua altura, 1,84m. Ou seu empresário é muito ruim, ou ele vive querendo estar bem treinado para defender o México.

Como demonstrou hj, OCHOA tem um estilo “híbrido” que mistura alguns itens das escolas europeias e sulamericana, tendo base uma ótima noção de posicionamento, velocidade de reação e com uma força absurda. Observe que na finalização , ele está colocado de forma que sabe que, por mais colocada que uma finalização seja, ele chegará na bola. Ele consegue perceber a saída da bola do pé do batedor e explodir para bola a tempo de fazer a defesa “sobrando”, uma vez que, não foi um desvio com a ponta dos dedos, mas sim uma defesa com as palmas das 2 mãos, como quase todas as suas defesas.

Outro detalhe, que pode ter passado despercebido: Ochoa sai muito bem do gol. Tanto por baixo, quanto por cima. No primeiro tempo a defesa da bola que Neymar chuta de dentro da área, pela esquerda, mostra que ele tem um ótimo timming para o bote. E no 2º tempo, ele faz uma saída aérea quase lá no pênalti, interceptando com arrojo e segurança um cruzamento.

Não sei se veremos um goleiro melhor que ele na Copa. Mas como ele parou no meio do caminho, talvez não seja eleito o melhor do campeonato. Se bem que, segundo as estatísticas da FIFA, ele executou 25 defesas (critério de definição de melhor goleiro, da instituição), Akinfeev é o classificado para as quartas, que está mais próximo de Ochoa, possui 14 defesas. Isto significa que o mexicano tem chances de ser escolhido, com justiça, o LUVA DE OURO da Copa.

No mais, Alisson continua sem muito trabalho. Fez 2 intervenções onde mostrou que estava atento, mas a bola estava fora de jogo, devido a posições de impedimento. E fez uma defesa simples, por cima no segundo tempo, onde a maioria dos goleiros do mundo aproveitariam a posição para voar e ele com classe, espalmou por cima. Me inspira confiança, mas ainda não foi testado.

No jogo seguinte, vimos um Courtois altamente displicente, que quase toma um frangaço, entre as pernas no primeiro tempo. Sofreu 2 gols defensáveis. O 1º um gol por baixo, cruzado, que um goleiro de 1,99m não pode tomar. Se tivesse se posicionado como o Ochoa (que dificilmente sofre gols de posições como essa, exceto se um outro jogador entrar pelo outro lado e empurrar para dentro), adiantado, diminuindo o ângulo, não tomaria esse gol. No segundo, uma falha recorrente nessa copa, onde sofre o gol de um chute de fora da área e salta sem a passada lateral. De novo, um goleiro de 1,99m não pode tomar um gol desses. Achei ele abaixo das expectativas, pelo menos até aqui.

E o japa? Assista o VT do 1º gol e me responda o que vc achou daquilo! Me chamou atenção o quanto ele usa socos para defender. A derrota passa diretamente por suas mãos.

Nos próximos jogos, Olsen (Suécia) X Sommer (Suiça), bom duelo. Gosto do sueco, acho ele arrojado e inteligente e bebe muito na fonte de goleiro alemães, jogando com segurança, ocupando espaço do gol, bastante “em pé” para evitar quedas plásticas desnecessárias (características de goleiros de países influenciados pelo handebol). Sommer me parece instável. Me parece ser bom de colocação, mas inseguro tecnicamente. Não tem um estilo muito bem definido.

No jogo entre Colômbia X Inglaterra, teremos a volta de David Ospina, que foi muito bem na copa aqui no Brasil, mas ainda não teve oportunidade de brilhar. Já o goleiro inglês, o jovem Jordan Pickford, busca consolidação com a camisa 1 dos inventores do futebol. Camisa essa, que não tem um dono, mas um DONO DE VERDADE, desde o bigodudo David Seaman.

Copa que segue!!

Escrito por Igor Costa.