fbpx

Água Mole em Pedra Dura…

Mais uma vez, aquela velha máxima do futebol: que você deve estar na hora certa e no lugar certo; vem mostrar a todos nós que um sonho é possível de ser realizado independente do tempo que leve e da forma que chegue até você, sim, esta é a história de Jailson Marcelino dos Santos, que nasceu em 20 de Julho de 1981, na cidade de São José dos Campos, no interior de São Paulo, e aos 35 anos e com 1,86m, Jailson está prestes a se tornar campeão brasileiro pelo Palmeiras em 2016, e desta vez de uma forma diferente, como jogador titular e um dos grandes nomes do time nesta reta final de campeonato.

Quem hoje olha para Jailson nem imagina o quão longo foi o caminho a ser percorridos pelo jogador até aqui, Jailson, nascido em uma família com cinco filhos, cresceu na casa aonde a avó ainda mora, no bairro Jardim Satélite, região sul da cidade. Segundo os parentes, a bola sempre foi o passatempo favorito, mas ele preferiu tê-la nas mãos a nos pés. Fato que, a princípio, não agradava a mãe do arqueiro, Maria Antônia.

622_b19712f7-d62d-38a0-bb16-237abc262000

Do que dependesse da vontade da mãe, ele atuaria do outro lado do campo, seria centroavante. Mas, fã de Taffarel, Jailson insistiu na carreira de goleiro. Passou por muitos clubes antes de realizar o sonho de acertar com o Palmeiras e cumprir a promessa feita à avó. O primeiro time da carreira foi o Clube Atlético Joseense (hoje, São José dos Campos Futebol Clube). À época, chegou a ir aos treinos de bicicleta, depois, passou por Campinense-PB, Ituano, Guaratinguetá, Juventude, Oeste e Ceará. Agora, somente aos 35 anos, conseguiu chegar ao time do coração, pois mesmo a mãe dele sendo corintiana, Jailson sempre se declarou torcedor do Palmeiras e que jogar no verdão seria o grande sonho, hoje a mãe, Maria Antônia, não esconde nem um pouco a satisfação de ter trocado de time, aliás ela é bem assertiva ao dizer “nós pais e mães não torcemos pelo clube, mas sim pelos filhos, né!?”. Sim, dona Maria Antônia, todos sabemos que se depender de sua torcida, em 2016 o filho não só realizará seu grande sonho, mas conseguirá substituir um grande ídolo palmeirense que é Fernando Prass de forma que a torcida não tivesse preocupação alguma e os números dizem isto: até a partida contra o Internacional, quando Jailson fez a estréia como titular do verdão, até 20ª rodada diante do Atlético Paranaense foram treze jogos, sendo nove vitórias, quatro empates e nenhuma derrota, com apenas nove gols sofridos, sem falar que em alguns jogos, o goleiro foi responsável por verdadeiros milagres evitando que Palmeiras saísse de campo derrotado.

É isso aí, Jailson! Quem teve a oportunidade de conhecer a sua história, mesmo que seja torcedor de um rival, lá no fundo gostaria muito que você levantasse este troféu, pois ele é mais que merecido. Até a próxima galera!

TÍTULOS

OESTE

Série C de 2012

CEARÁ

Campeonato Cearense 2014

Copa dos Campeões Cearenses 2014

PALMEIRAS

Copa do Brasil 2015

GRÊMIO 0x0 PALMEIRAS (CAMPEONATO BRASILEIRO 2016):

PALMEIRAS 2×1 VITÓRIA (CAMPEONATO BRASILEIRO 2016):