No Lombo do Touro!

Na baliza chegando pra você que nos acompanha semanalmente aqui no blog do Goleiro de Aluguel, e hoje vamos conhecer a historia do Goleiro Marcio, jogador experiente que já rodou vários times pelo Brasil e também já esteve na Europa, e hoje está disputando a Serie A2 pelo tradicional clube da região central de São Paulo o, “touro dos canaviais”, Sertãozinho.

****

NB:  Seu nome, data e local de nascimento:

MA: Meu nome é Marcio Augusto do Santos Aguiar, nasci em 20 de dezembro de 1981 em São Paulo capital.

****

NB: Em qual clube você foi revelado e por onde mais jogou?

MA: Fui revelado pelo São Paulo, aonde joguei na base desde 1994, lá me profissionalizei e por lá atuei até 2003. Pelo São Paulo, cheguei a disputar uma Copa do Mundo e um Campeonato Sulamericano de Futebol (ambos sub-20) com a seleção brasileira. Depois, joguei o Paulistão pelo Paulista de Jundiaí em 2004, aonde fizemos uma grande campanha e chegamos ao vice-campeonato estadual, o título quase veio. No meio daquele ano, me transferi para o Grêmio, aonde fiquei até o final de 2005. Em 2006, rumei ao Paysandu; depois joguei no Ituano e em 2008 joguei no Grêmio Barueri, aonde tive mais destaque profissionalmente e obtive bastante destaque nacional, após ser “campeão do interior” no Paulistão de 2008 e naquele mesmo ano conseguimos o inédito acesso do abelhão à primeira divisão nacional! Por lá, joguei até 2011, quando me transferi para o Atlético Paranaense. Joguei no Botafogo de Ribeirão Preto, voltei ao Barueri em 2013. Em 2014, joguei no XV de Piracicaba no primeiro semestre de 2014, quando fui para o Beira-Mar, time da segunda divisão de Portugal, e por lá passei uma temporada. Em 2015, retornei ao futebol brasileiro. Joguei no Uberlândia, de Minas Gerais; no Red Bull Brasil, na Portuguesa do Rio de Janeiro e neste ano cheguei ao Sertãozinho para a disputa do Paulistão da Série A2.

20170125_lamina_aumenta_qualidade (1)

NB: O que te levou a escolher a posição de goleiro?

MA: Comecei jogando futsal na linha, mas era muito ruim e quase não era aproveitado, com sete anos resolvi tentar ir para o gol e até então nunca mais sai!

****

NB: Você se inspira em algum outro profissional da posição?

MA: Cresci vendo Zetti jogar e gostava muito dele, e trabalhei ao lado de Rogério Ceni por sete anos, os dois me inspiram.

****

NB: Conte-nos algum fato curioso da sua carreira;

MA: Essa história de como eu fui para o gol é engraçada, porque não queria ser goleiro, isto nem passava na minha cabeça, mas eu era muito ruim na linha, nunca era aproveitado, até brinquedos eu levava para o banco de reservas por saber que não entraria, até que um dia o goleiro estava doente, não pode jogar, e eles me colocaram no gol, fui bem e nunca mais saí.

****

NB: Qual a melhor lembrança que você tem da sua carreira?

MA: Sem dúvida, onde eu apareci para o futebol mesmo, em 2004, que peguei dois pênaltis na semifinal contra o palmeiras, jogando pelo Paulista de Jundiaí, fomos a final daquele ano, porém perdemos para o excelente time do São Caetano do goleiro Silvio Luiz.

WhatsApp Image 2017-03-15 at 16.06.34

NB: Quantos títulos já conquistados?

MA: Com o São Paulo, conquistei a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2000, o Torneio Rio-São Paulo de 2001 e o Paulistão 2002. No Paulista, cheguei ao vice-campeonato paulista em 2004. No Paysandu, fui campeão paraense 2006. No Grêmio Barueri, fui “campeão paulista do interior” em 2008 e conquistei o acesso para a Série A do Brasileirão de 2009 e no Uberlândia ganhei o Módulo II do Campeonato Mineiro de 2015.

****

NB: Qual seria seu grande objetivo daqui pra frente como profissional;

MA: Conquistar o acesso para série A1 com Sertãozinho e seguir minha carreira até o máximo que eu conseguir jogar em alto nível.

****

NB: Você conhecia o Goleiro de Aluguel? Se sim como foi, qual a sua impressão deste projeto.

MA: Muito boa a iniciativa. Já tinha visto na Internet sim, vocês estão de parabéns pelo projeto!

Márcio, mais um vez, muito obrigado pela sua disponibilidade e simplicidade em nos atender, é bom poder contar um pouco da história de um atleta com currículo de clubes tão tradicionais e com tantas boas passagens onde esteve, nós, do Goleiro de Aluguel e do Na Baliza, desejamos a você e ao Sertãozinho toda sorte nesta difícil e muito disputada Série A2.